Sudeste

Companhia de Desenvolvimento Urbano e Habitacional do Estado de São Paulo

Em Sorocaba e região, em todas as eleições, a maioria dos candidatos passa pelas mãos de um dos maiores articuladores políticos da nossa história: Flávio Nelson da Costa Chaves. Formado pela Fadi (Faculdade de Direito de Sorocaba) ele já foi vereador, prefeito, deputado federal, presidente da Caixa Econômica e, atualmente, comanda o gabinete do seu amigo e compadre Alberto Goldman, político respeitável e vice-governador do Estado de São Paulo.

Benedito Carlos Pereira Pascoal, o B.Carlos, formado pela Fundação Getúlio Vargas dirige a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Urbano e Habitacional do Estado de São Paulo) na região de Sorocaba.

O CDHU é um programa do Governo do Estado, que auxilia as famílias brasileiras a conseguir uma residência, no entanto, o pagamento do IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano deve sempre ser feito, para que maiores problemas não ocorram com seu imóvel.

Estudou com o governador José Serra, já dirigiu o PSDB em Sorocaba e também é o autor do samba-enredo do Bloco do Cocó. Inteligente e articulador político gaba-se desta qualidade, mas lembra: Perco para o Flávio Chaves.

E não é para menos. Quando deputado federal, Flávio Chaves fez grandes amigos como Mário Covas, Franco Montoro, Tancredo Neves, Ulisses Guimarães e tantos outros. Mário Covas, mesmo enquanto governava São Paulo vinha sempre à Sorocaba e passava horas conversando com o líder político sorocabano.

Vale lembrar que o fim das famosas enchentes do Supiriri, a pavimentação e prolongamento das pistas do Aeroporto de Sorocaba, o aterro sanitário, a remodelação da área central da cidade entre outras obras foram iniciativas do ex-prefeito Flávio Chaves.

Lembro-me que ele doou áreas públicas para instituições filantrópicas. Perguntei-lhe porque oferecia tanto carinho aos voluntários dessas ONGs, ao contrário do que fazia a maioria dos prefeitos.

Sem a ação dessas instituições, que cuidam das crianças órfãs, doentes, inválidos e velhos seria impossível governar a cidade, respondeu. Quando anunciaram que o Ministério Público investigaria as doações de terreno, ele afirmou: “Se eu for preso por ter beneficiado o Banco de Olhos, o Gpaci (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil) e outras instituições filantrópicas irei de cabeça erguida.

Quem conhece história política sabe que Goldman foi deputado federal por seis mandatos, Ministro de Transportes de Itamar Franco e ativo combatente da ditadura militar.

Engenheiro formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo ele é um homem de grande capacidade intelectual. No período em que Flávio Chaves atuou como deputado federal firmaram grande amizade, graças à coragem e aos ideais comuns.

Mas, o que pouca gente atinou é que, dentro de mais algumas semanas, José Serra vai deixar o governo do Estado para ser candidato à Presidência da República. Daí, quem assumirá o cargo será Alberto Goldman, exatamente o compadre de Flávio Chaves.

O estrategista sorocabano deverá ser convidado para assumir uma secretaria o que, particularmente, não acredito que ele aceite até para o seu fortalecimento como articulador político.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *